Efeito Coronavírus: Nova Portaria do MEC prorroga EAD até final de 2020

Tempo de leitura: 3 minutos

Se há três meses a estratégia de ampliação da oferta de disciplinas EAD era pensada a médio e longo prazos, os planos precisaram mudar rapidamente com a chegada da pandemia de Coronavírus. Agora, mais do que nunca, é fundamental que todas as instituições de ensino tenham ferramentas adequadas e potentes para proporcionar segurança e praticidade às equipes pedagógicas e também para entregar aos alunos um ambiente de aprendizagem intuitivo e dinâmico.

Estas mudanças aceleradas em função da crise também provocaram a necessidade de respostas rápidas no Governo Federal. Por meio do Ministério da Educação, ainda no mês de março, o governo emitiu uma Portaria que dispunha sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durasse a situação de pandemia do novo Coronavírus – o COVID-19. No imaginário coletivo, esta ordem findaria agora, no final do primeiro semestre, quando as aulas presenciais poderiam ser retomadas.

Entretanto, com a evolução dos contaminados pelo vírus no Brasil, o MEC emitiu agora a nova Portaria nº 544 ampliando a substituição das disciplinas presenciais, em cursos superiores regularmente autorizados, por atividades letivas que utilizem recursos educacionais digitais em todo Brasil até o final de 2020.

Ou seja, se sua Instituição de Ensino ainda não conseguiu se adequar a esta nova realidade, não há mais tempo a perder. A Gennera possui uma ferramenta ideal para ajudar a sua instituição neste processo de migração para o EAD: trata-se do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Sala de Aula. Converse com um de nossos especialistas e entenda como funciona.

3 dicas de como adaptar a estratégia pedagógica para EAD

Sabendo que a migração da modalidade de ensino do presencial para o a distância exige uma ferramenta tecnológica potente e adaptável, preparamos três dicas que podem ajudar no processo de adequação do conteúdo offline para o online. Com apoio, certamente este processo será mais leve para sua equipe de professores e orientadores educacionais. 

1 – Fomente os canais de discussão

Os jovens estão cada dia mais habituados com os canais de comunicação online. Isso pode ser uma grande oportunidade de estimular que as aulas ofertadas pela Sala de Aula virtual tenham muitas trocas e discussões. Até os mais tímidos se sentirão mais à vontade para contribuir com ideias. Fale com um especialista para entender como funcionam os grupos de discussão online

2 – Facilite o entendimento dos alunos

Reforce para sua equipe que no ensino a distância os alunos consomem o conteúdo sozinhos. Por isso, é necessário que o material seja claro e antecipe respostas a possíveis perguntas. Outra dica importante é manter sempre um canal de comunicação aberto para tirar dúvidas e aprofundar o conteúdo. O professor precisará estar preparado para receber estas demandas em horários diferentes dos habituais.

3 – Indique materiais de apoio

Além da videoaula produzida, dos encontros ao vivo e dos livros disponíveis na biblioteca virtual da sua instituição, é fundamental ofertar links e arquivos com conteúdo complementar. Com as aulas em casa, os alunos precisam de estímulos para consumir a matéria em diferentes formatos. Além de deixar o momento de estudos mais dinâmico e agradável, incentiva a busca por conhecimento em fontes diversas, proporcionando mais autonomia para os estudantes.

Sobre BLOG GENNERA

A Gennera tem mais de 15 anos de experiência no desenvolvimento de soluções acadêmicas e financeiras destinadas exclusivamente ao ecossistema de educação, sendo pioneira e líder nas plataformas de gestão educacional online (cloud computing).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *